30/07/2022 às 19h43min - Atualizada em 30/07/2022 às 19h43min

Prefeitura de Maceió leva Feira de Adoção à Rua Aberta neste domingo (31)

Ascom SMS
Foto: Victor Vercant/Ascom SMS
 

O Gabinete de Gestão Integrada de Políticas Públicas para Causa Animal (GGI-CA) realiza, neste domingo (31), das 8h às 16h, mais uma Feira de Adoção na Rua Aberta, na orla de Ponta Verde. 

Além dos cães e gatos (adultos e filhotes) disponíveis para adoção, a equipe da Unidade de Vigilância de Zoonoses (UVZ) também vai aplicar doses de vacina antirrábica nos pets que forem para a feira com seus tutores.

As adoções realizadas nas feiras promovidas pela Prefeitura de Maceió têm contribuído para diminuir o número de animais abandonados que estão abrigados temporariamente na UVZ, em abrigos ou ONGs. Todos os animais merecem ser cuidados com responsabilidade e afeto. A cada adoção realizada através da interlocução municipal é assegurado a proteção e acolhimento responsável dos pets.

A coordenadora do Gabinete da Causa Animal, Fernanda Rodrigues, falou sobre a importância da disseminação da adoção responsável no Município. 

“Nas últimas semanas estamos conseguindo manter um número de adoções em torno de sete animais por edição da feira, esses resultados são um retorno para o Gabinete da Causa Animal, no que confere ao cumprimento do seu papel em também ser um agente de mudanças na cultura do nosso Município. Seguimos empenhados para transformar o cenário de abandono em um futuro próximo onde a população esteja cada vez mais consciente no que confere ao entendimento sobre a adoção responsável”, relatou a coordenadora. 

Durante a realização das feiras, os visitantes interessados em adotar recebem orientações sobre os cuidados e responsabilidades que precisam ter com os animais. Para adotar um  cão ou gato, a pessoa deve ser maior de 18 anos, precisa apresentar documento de identificação com foto e comprovante de residência, além de assinar um termo se responsabilizando pelo cuidado com o animal que está adotando.

Cuidados

Os animais adultos que são adotados passam por procedimentos de castração, vacinação, vermifugação, além da testagem para leishmaniose.

Os filhotes têm prévia avaliação médico-veterinária e as pessoas que adotam recebem orientações sobre quando poderão levá-los à Unidade de Vigilância em Zoonoses para receber a vacinação antirrábica e realizar a castração. O animal adotado recebe um microchip que permite identificar o responsável em caso de abandono ou perda.

Mais informações

Entrar em contato com a Central de Atendimento do GGI-CA pelo WhatsApp: 82 9987-6505.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
OLÁ - NA MIRA ZAP
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp