17/07/2021 às 10h01min - Atualizada em 17/07/2021 às 10h01min

Menina que sofreu queimaduras após explosão de celular em Pão de Açúcar está em estado grave

Vítima, de 10 anos, precisou ser transferida do hospital no interior para o HGE, em Maceió. Irmão dela também se feriu, mas sem gravidade; ele está internado no HEA.

G1 AL
Menina que sofreu queimaduras após explosão de celular em Pão de Açúcar está em estado grave
A menina de 10 anos que sofreu queimaduras em Pão de Açúcar, no interior de Alagoas, após a explosão de um celular que estava carregando na tomada no quarto em que ela dormia com o irmão, precisou ser transferida para o Hospital Geral do Estado (HGE). O mais recente boletim médico, divulgado nesta sexta-feira (16), aponta que ela está em estado grave.

A menina estava no Hospital de Emergência do Agreste (HEA), em Arapiraca, de onde foi transferida para o Centro de Tratamento de Queimados do HGE na noite de quinta (15). O irmão dela continua internado no interior, com ferimentos leves.

Segundo o boletim médico, "a paciente sofreu lesões extensas, de 2º e 3º graus, em 40% do corpo, principalmente nos membros inferiores e superiores". O HGE informou ainda que há vaga disponível para a paciente na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) caso seja necessário (leia o boletim na íntegra ao final do texto).

O irmão dela está na enfermaria do HEA e seus ferimentos se concentram no braço e na perna.

O acidente aconteceu durante a quinta-feira e a explosão provocou um incêndio que, além de ocasionar as queimaduras nas crianças, também atingiu os móveis do quarto onde elas estavam. Um familiar resgatou as crianças do cômodo.

Leia a íntegra do Boletim Médico divulgado pelo HGE

O Hospital Geral do Estado (HGE) informa que a menor G.S.J, de 10 anos, está internada no Centro de Tratamento de Queimados, com vaga já disponibilizada para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Ela foi admitida na noite de ontem (15), após transferência do Hospital de Emergência do Agreste. A paciente sofreu lesões extensas, de 2º e 3º graus, em 40% do corpo, principalmente nos membros inferiores e superiores. Seu quadro de saúde é considerado grave.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
OLÁ - NA MIRA ZAP
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp