20/07/2022 às 07h39min - Atualizada em 20/07/2022 às 07h39min

Netflix testa cobrar adicional por uso de conta em mais de uma casa

Sistema será implementado primeiro em El Salvador, Argentina, Guatemala e Honduras

Netflix vai começar a cobrar uma taxa adicional se os seus assinantes quiserem assistir a filmes e séries em mais de uma residência. O sistema será implantado primeiro em 5 países latino-americanos (Argentina, República Dominicana, El Salvador, Guatemala e Honduras), segundo a Bloomberg.

A ideia é que os usuários não poderão passar mais de duas semanas acessando a Netflix de um lugar diferente do registrado como endereço primário. Caso esse prazo seja estourado, o cliente receberá uma notificação pedindo que modifique seu endereço ou pague uma taxa adicional.

A medida, é claro, não se aplica a contas acessadas através de dispositivos móveis, como celulares, tablets e notebooks. O preço da taxa adicional será 219 pesos argentinos (R$ 9,12, na cotação atual).

Segundo a Netflix, mais de 100 milhões de usuários ao redor do mundo compartilham suas senhas com outros indivíduos. Esse tipo de compartilhamento de acesso é responsabilizado pela atual perda de assinantes do serviço, que encolheu 200 mil clientes no último quarto.

Desde o último mês de março, a Netflix já está testando outras formas de impedir o compartilhamento de perfis. Clientes do Chile, Costa Rica e Peru, por exemplo, já precisam pagar para incluir um "convidado" em suas contas.



Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
OLÁ - NA MIRA ZAP
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp