23/07/2022 às 11h18min - Atualizada em 24/07/2022 às 11h18min

Feminicídio: Inquérito aponta que marido era agressivo e vigiava advogada por câmeras

Maria Aparecida Bezerra foi assassinada com 14 facadas pelo próprio marido. O homem tentou tirar a própria vida, mas foi socorrido para o HGE.

AL 24h

O caso que envolve o feminicídio de Maria Aparecida Bezerra, assassinada com 14 facadas pelo próprio marido, ganhou mais um capítulo após testemunhas darem depoimentos que passam a constar no inquérito conduzido pelo pelo delegado Rodrigo Sarmento.

Em entrevista à TV Pajuçara, o delegado disse que, em depoimentos, familiares da vítima afirmaram que o relacionamento entre eles não era bom e que o marido já havia agredido e ameaçado a advogada de 55 anos anteriormente. No inquérito, também consta que o homem mantinha câmeras dentro de casa para vigiar a esposa, diretamente pelo celular.

 

O acusado, que teve prisão em flagrante convertida em prisão preventiva durante audiência de custódia realizada nesta sexta-feira (22), segue internado na área verde do Hospital Geral do Estado (HGE), onde deu entrada na última quinta (21) e passou por procedimento cirúrgico. Segundo boletim médico, o quadro de saúde dele é estável.

Por fim, o delegado afirma que quando o acusado deixar a unidade de saúde ele deverá prestar depoimento para a polícia e esclarecer às autoridades o que teria acontecido no dia do crime.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
OLÁ - NA MIRA ZAP
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp