22/07/2021 às 08h30min - Atualizada em 22/07/2021 às 19h14min

‘Prefeito cometeu estelionato eleitoral’

Vereador Jorge Mello usou o termo durante a sessão na Câmara de Marechal Deodoro para se referir a gestão de Cacau Filho

tribuna hoje
↑ Jorge Mello diz que prefeito Cacau Filho cometeu estelionato eleitoral ao prometer obras e não cumprir (Foto: Assessoria)

Estelionato eleitoral”. Foi justamente com estas palavras que o vereador Jorge Mello (Pros), classificou a gestão do prefeito de Marechal Deodoro, Cláudio Filho Cacau (MDB), durante a sessão virtual de ontem (21), da Câmara Municipal. Mello se referiu desta forma após os protestos dos moradores dos povoados Riacho Velho, Bica da Pedra, e Auxiliadora por melhorias na por melhorias na drenagem e pavimentação, ocorrido na última segunda-feira (19).

Para o vereador, as obras que deveriam ocorrer para garantir segurança aos moradores, bem como à população que trafega com veículos na região, estão paradas. Com isso, a buraqueira está tomando conta dos povoados e a população não aceitou calada.

“É preciso parabenizar os moradores do Riacho Velho, Bica da Pedra, e Auxiliadora que não se omitiram e não aceitaram a precarização do asfalto na região. Estas obras foram prometidas pelo prefeito [Claudio Filho Cacau] durante o período da campanha eleitoral. Quando o prefeito se reelegeu, a população foi esquecida. Foi um estelionato eleitoral”, justificou o vereador Jorge Mello.

Ainda na sessão, o vereador destacou que a gestão do prefeito Cacau Filho parece trabalhar somente quando os moradores vão às ruas com protestos. “Depois dos protestos, o secretário de Infraestrutura de Marechal Deodoro [Victor Almeida] mandou umas máquinas para a região. Ou seja, precisa ter protesto para a prefeitura trabalhar e resolver a situação dos moradores”.

Jorge Mello informou, também, que diversas obras estão paralisadas em Marechal Deodoro, mas que podem ser resolvidas graças aos recursos que já estão na conta do município após liberação da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf).

“Recurso tem e eles foram liberados pela Codevasf, mas o prefeito parece não querer utilizar as verbas e melhorar as condições de tráfego no município e assim conceder melhores condições de vida aos moradores de nossa cidade”, destaca o vereador.

Ainda na sessão, a vereadora Ledice Cavalcante (PDT), também parabenizou a atitude dos moradores do Riacho Velho, Bica da Pedra, e Auxiliadora e incluiu a população que reside no Broma que também se manifestou por melhorias na região. “Só houve manifestação porque as regiões são esquecidas pelo prefeito”.

SAÚDE EM XEQUE

Durante a sessão, também houve críticas à saúde de Marechal Deodoro. Ledice Cavalcante informou que a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) está sem comunicação, justamente em um período em que as pessoas continuam adoecendo por conta da Covid-19. O Marcelo Moringa (PTB) também fez uso da palavra para lamentar a condição de trabalho dos dentistas que atuam no posto de saúde da Praia do Francês.

“O consultório odontológico está sem energia e o dentista está trabalhando com a lanterna do seu telefone. É inadmissível que a Secretaria de Saúde de Marechal Deodoro não esteja sabendo disso. Ou, se sabe, ainda não tomou providências para sanar o problema”, criticou Moringa.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
OLÁ - NA MIRA ZAP
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp